Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Reco-Reco ou Reque-Reque

Reco-Reco ou Reque-Reque, instrumento popular minhoto de uma grande simplicidade, consiste num pau (ou cana) denteado, com cerca de 70 cm de comprimento, sobre o que se fricciona, no ritmo desejado, outro pau, ou cana rachada. Por vezes, representam figuras humanas ou de animais, geralmente burlescas, e são caprichosamente pintados, segundo a fantasia do seu construtor
Não estão muito difundidos, aparecendo apenas em rusgas, grupos festivos e nos cantares das "Janeiras".É um instrumento apenas rítmico. Reque-Reque é um instrumento característico da região do Minho.
Reco-reco é um termo genérico dos instrumentos idiófonos que produzem som por atrito. A forma mais comum é constituída de um gomo de bambu ou uma pequena ripa de madeira com talhos transversais. A fricção de um pauzinho sobre os talhos produz um som de raspagem. Também chamado de raspador, caracaxá ou querequexé. Outra modalidade é o amelê baiano, constituído de uma pequena caixa de madeira com uma mola de aço estendida; a mola é friccionada por tampinhas de garrafa enfiadas em uma vareta de ferro.
Idiofone tradicional com formas muito variadas, pertence à família dos idiofones de raspagem. Uma vara de madeira mais fina raspa a parte que tem saliências, produzindo-se um timbre característico. Há reco-recos de plástico, madeira, de metal e mistos

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo