Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

domingo, 21 de outubro de 2012

Após Obras de Ampliação... Casa da Cultura de Ponte do Rol Inaugura Novas Instalações


A Casa da Cultura de Ponte do Rol, vai inaugurar as suas novas instalações, resultantes das obras de ampliação que duraram alguns anos e passaram por várias fases.
No próximo dia 27 de outubro, pelas 16h, decorrerá a Sessão Solene de Inauguração. No entanto, durante mais de uma semana, serão realizados uma série de eventos culturais, no sentido de mostrar as potencialidades que as novas instalações vieram proporcionar.
Desde logo, as salas para a catequese, que funcionam já no primeiro andar em gabinetes próprios. Ainda nesse piso, um espaço polivalente, que poderá ser utilizado como sala para atividades como o Balet, que aí funciona neste momento ou outras. Também poderá funcionar como galeria para exposições. Aí decorrerá a Exposição de Pintura e Escultura que estará patente ao público de 27 de outubro a 4 de novembro. Teremos Pinturas de José Mendes, Olga Correia, Leila Baudouin e Domingos Broa e Esculturas de Nuno Vaza.
Esse mesmo espaço, pode também funcionar como pequeno auditório, para Música de Câmara ou pequenas Conferências ou Workshops. No dia da inauguração aí ouviremos os Ensembles da Banda da Juventude Musical Ponterrolense e o Grupo ComCordas.
No espaço do sótão, funciona um ginásio para actividades de dança  e ginástica.
Durante uma semana todas as atividades terão sessões abertas à população sem qualquer custo.
Para além disso, um conjunto de espetáculos em que juntamos grupos convidados, com grupos locais, como se pode comprovar pelo cartaz que anexamos.
No sábado 27, teremos um espetáculo onde reina a voz. O excelente Orfeão de Barrô com as suas 50 vozes divididas em 4 naipes, vai fazer-nos vibrar e deixar as nossa emoções à flor da pele. O nosso Coro Cant'Arte dará mais brilho a uma noite já de si tão brilhante.
No domingo 28, vindo  da bonita aldeia de Cabeça, situada num bonito vale da Serra da Estrela, chega o Balancé da Cabeça, um grupo que nos traz as bonitas cantigas do cancioneiro serrano. O Grupo Rufos & Roncos complementa este espetáculo dando-lhe um toque de juventude, provando que os jovens podem também gostar da nossa música tradicional.
No sábado, dia 3 é o lugar à dança, com o excelente grupo da Academia de dança de Vanesa Silva, da Póvoa de Stª Iria, muito bem coadjuvado pelo grupo Ponterrolense 1002 Danças.
Finalmente, no dia 4, Domingo, mais uma vez na nossa sala a brilhante Orquestra Ligeira Juvenil do CED de D. Maria Pia da casa Pia de Lisboa. 
Durante a Sessão de Inauguração será servido um Porto de Honra à população que se quiser juntar à cerimónia.
Aconselhamos todos a participar nas atividades e nos espetáculos. Esta é uma oportunidade que não se deve perder!


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O Ás do Cavaquinho - Concurso da RTP - VOTE 760 100 303


O Ás do Cavaquinho é um concurso que decorre no programa da RTP, Portugal no Coração.
Ainda durante o verão, quando fazia uma pesquisa na internet, sobre repertório de cavaquinho, apareceu-me um anúncio de um programa sobre o cavaquinho que iria passar na RTP e tinha uma ficha de inscrição para selecionar participantes. Na altura, não referia que seria um concurso individual e eu pensei que poderia ser uma oportunidade para levar o Grupo ComCordas à televisão. 
Assim, preenchi a ficha e enviei. Nunca mais pensei no assunto e até achei que ninguém iria ligar àquilo, porque já me inscrevi diversas vezes para participar em concursos do tipo - Quem quer ser milionário e outros e nunca obtive qualquer "feed back".
Fiquei muito surpreendido, quando, há alguns dias  recebi um telefonema da produção do concurso O Ás do Cavaquinho, a perguntar se continuava interessado em participar e qual seria o dia em que me dava mais jeito participar, se na quinta-feira, dia 11 ou na segunda, dia 15. Eu respondi que tinha que falar com os elementos do Grupo ComCordas, para saber qual a disponibilidade de todos e foi nesta altura que percebi qual o formato do concurso. havia dois concorrentes por programa que depois seriam apreciados por um júri e votados pelo público. Insisti que a minha convicção quando me inscrevi era levar o grupo, mas foi-me dito que o grupo podia ir, mas como claque de apoio.
Perante este facto, pensei: - Bem, continua a ser uma boa oportunidade de mostrar o grupo, embora eu me vá meter numa carga de trabalhos!...
Mas aceitei o desafio dizendo que levava então elementos do grupo, como claque e iria preparar uma atuação de 2  minutos (tempo limite regulamentar por atuação) para o dia 15.

No dia  e hora combinados lá estávamos nós no estúdio, para o ensaio de som. 
Depois, veio o programa e na 2ª parte do programa o concurso. O meu opositor, vinha do Porto: Belmiro Oliveira ele foi o primeiro e abriu as hostilidades... os dados estavam lançados e... quando dei por mim estava já no local da exibição com o assistente de produção a fazer a contagem decrescente.
Tinha preparado uma Rapsódia com três temas de Loriga e dois temas populares de grande sucesso:
Vira de Coimbra, Morena, Ainda não Namoro, Debaixo da Oliveira e Laurindinha.
Lá expliquei aos simpáticos Tânia Ribas e João Baião, que as cantigas tinham sido recolhidas pelo Mestre Ascensão em Loriga, etc, etc...

 E a atuação de 2ª feira decorreu com o meu opositor a usar uma técnica em que sobressaíam
 as unhas postiças presas com adesivo, como bem salientou o José Lucio, membro do júri.
Vejamos aqui a atuação:


A votação de correu até às 23:59 do dia 16 e no programa do dia 17 foram divulgados os resultados:

A partir daqui, havia que preparar a semifinal, que teria lugar no dia seguinte, 5ª feira.
Preparei, então, outra Rapsódia Tradicional, novamente com temas das recolhas do Mestre Ascensão:
Adeus Terreiro do Fundo, Bonequinha e mais três temas do Cancioneiro Popular, mas de diferentes regiões e com ritmos e andamentos diversos, A Minha Saia Velhinha, Não Quero que Vás à Monda e Alecrim.
Nesta fase, em vez de um, havia dois opositores: o vencedor da primeira eliminatória, Ricardo Gonçalves, de Gondomar e Abílio Caseiro, da Nazaré, vencedor da segunda.
A atuação decorreu com algum nervosismo inicial, mas logo afastado pela concentração e o fluir do desempenho.
Veja o video da semifinal.




Agora, até ao dia 22 decorre o período de votação e, no dia 23 será conhecido o vencedor que será o  primeiro finalista apurado.

SE GOSTARAM DA MINHA ATUAÇÃO 
VOTEM - 760 100 303

sábado, 13 de outubro de 2012

Restaurante "Falido" - Um Restaurante para tempos de crise...



Durante as minhas férias, passei pela bonita cidade de Castelo Branco, onde já não ia há algum tempo, para rever amigos e espreitar as mudanças aí operadas, nos últimos anos.
Por sugestão de um amigo jantei num restaurante, que para além de ótima comida, tinha um nome e umas ementas que eu apelidaria de estranhas, mas originais.
Senão vejamos: 
Chamar "Apito Dourado" a um Polvo à Lagareiro é ousado, mas muito criativo.
"Face Oculta" corresponde a um prato de Bacalhau Escondido.
O prato típico da Zona do Pinhal, Os Maranhos, davam pelo nome de "Saco Azul".
A ementa continuava a surpreender-nos a cada novo prato que encontrávamos e decidimos conversar com o Sr. Macário, proprietário de vários restaurantes, na cidade de Castelo Branco, mas, tendo reduzido a sua atividade actual ao "Falido".
Confidenciava-nos o Sr. Macário que, com  a crise, reduzia a sua atividade, uma vez que o setor da restauração foi dos primeiros a sofrer o embate. Assim, como espelho da situação atual do país escolheu o nome do restaurante: "Falido"
Porém, um país falido, tem muitas situações caricatas, por um lado, tristes e escandalosas, por outro. Em função disso, resolveu retratar o país e essas situações nas suas ementas.
Atentem nas ementas do "Falido" e respetiva tradução:
Apito Dourado - Plovo à Lagareiro
Dívida Pública - Camarão Gigante (como a dívida...)
Face Oculta - Bacalhau Escondido
Saco Azul - Maranhos
Friporc - Pratos com carne de porco
Orçamento - Petingas, Joaquinzinhos, etc... ( tudo coisas pequeninas... tal como o Orçamento)
G 20 - Cabrito Estonado (prato para ricos...)
Obras Públicas - Enguias (escorregadias...como as obras...)
Crise à Portuguesa - Uma salsicha com batata frita (poucochinho...)
Crise à Italiana - Espargute com Almôndegas
Crise à Espanhola - Tortilha de Presunto
Crise à Americana - Hamburguer
Submarino - Feijoada de Marisco ( o marisco fica submerso na calda da feijoada...como os submarinos)
Alto Voo - Bifinhos de Avestruz
TGV - Arroz de Lebre ( A Lebre também é muito veloz...)
G8 - Lombinhos com Camarão frito ( Um prato mais Chic... )
Entre parêntesis colocámos alguns dos comentários do Sr Macário quando nos explicava  a razão dos nomes dos pratos.

Da Ementa consta, ainda, a seguinte observação: TGV, G20, Obras Públicas São confecionados por encomenda

O Restaurante "O Falido" situa-se na Rua Dr. Jorge Seabra, nº 11 em Castelo Branco e o telefone é o 964024951

Devo acrescentar que as doses são muito bem servidas, a contrastar, afinal, com o nome do restaurante...

  
Ocorreu um erro neste dispositivo