Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

domingo, 23 de janeiro de 2011

"Novos Gaiteiros de Torres Vedras" Participam em Concerto na Igreja da Misericórdia


Numa iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras, decorre neste mês de Janeiro o 1º Ciclo de Órgão da Cidade de Torres Vedras.
Integrado neste ciclo, o Coro Infantil e Juvenil de Torres Vedras, apresentou-se hoje, dia 23 de Janeiro, na Igreja da Misericórdia, em concerto com o Organista, Daniel Oliveira. A sua Maestrina, a Prfª Filomena Calado convidou-nos a participar neste concerto, após uma conversa que tivemos, há uns tempos atrás, sobre a importância da Gaita de Foles, na tradição religiosa popular, da Região Oeste.
Foi com algum entusiasmo que decidimos cooperar neste concerto, numa inovação, de certa forma arrojada, que juntou as vozes do coro, o órgão e as gaitas de foles.
Foi uma experiência muito interessante e o público presente entusiasmou-se, quando, a encerrar o concerto, se juntou a nós entoando o Adeste Fidelis, enchendo aquele belo espaço, com uma sonoridade, certamente nunca ali ouvida.
Pela nossa parte, adorámos a experiência que prometemos repetir, sempre que a ocasião se proporcione.
Deixamos aqui, um conjunto de fotos deste magnifico concerto.





sábado, 22 de janeiro de 2011

Estórias de Filarmónico em destaque no Jornal Badaladas


O Jornal Badaladas, na sua edição desta semana publica um artigo sobre o espectáculo "Estórias de Filarmónicos" , realizado no passado Sábado em Ponte do Rol.
Poderá consultar aqui o rerferido artigo:




segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Estórias de Filarmónicos



Como oportunamente anunciámos, realizou-se no passado Sábado, dia 15 de Janeiro, na Casa da Cultura de Ponte do Rol, a reposição do espectáculo "Estórias de Filarmónicos"
Aqui mostramos alguns dos momentos vividos nesse dia , através da fotos que publicamos.


Música - Um traço de união entre os povos...

Quando se sonha sozinho... não passa de um sonho.
Quando se sonha em conjunto torna-se realidade... (John Lennon)

A música tem de facto esta particularidade de ser uma linguagem universal, que aliada às novas capacidades tecnológicas da comunicação, consegue unir a humanidade, independentemente da localização geográfica, cor da pele, crença religiosa ou outras diferenças...
A prova está nesta interpretação colectiva e universal do "Imagine" imortal hino de Lennon.
Já não é imaginação.... mas... realidade.


domingo, 9 de janeiro de 2011

"Estórias de Filarmónicos" - Um Projecto Musical Muito Divertido...


No início do ano passado, o meu colega e amigo, Pedro Carimbo, professor de Ed. Musical e mestre das Bandas de Ponte do Rol e Moita dos Ferreiros, apresentou-me uma ideia interessantíssima, de um espectáculo que, para além de proporcionar momentos de diversão e boa disposição, poderia ser uma homenagem às Bandas Filarmónicas e aos seus executantes.
Assim, começamos a amadurecer a ideia e, não tardou muito para que juntássemos mais dois músicos a este projecto: O Hernâni Santos e o Rui Arménio, ambos, também, professores de Ed. Musical.
De sugestão em sugestão, lá fomos dando corpo ao projecto. Um tinha uma história interessante, o outro conhecia um episódio mais caricato ou insólito, um outro lembrava-se de um momento divertido... mas havia que encontrar músicas ou cantigas que encaixassem nas "Estórias".
E assim, paulatinamente, quase sem darmos por isso, tínhamos material para dois ou três espectáculos.
Havia que definir o que era para aproveitar e o que ficaria de fora. Fomos conversando e definindo o formato a dar ao espectáculo e, com a chegada dos ensaios tudo se foi solidificando, até ao formato final.
Chegou o dia da apresentação, na bonita Vila de Sobral de Monte Agraço e, diz quem assistiu que foi divertidissimo, até porque se sentia que nós nos divertíamos imenso em cima do palco, contagiando o público.
Vamos agora repetir a experiência, no próximo dia 15 de Janeiro, na Casa da Cultura de Ponte do Rol, no âmbito do 70º Aniversário do G.D.R.C. Ponterrolense.
Quem puder estar presente, não deve perder esta ocasião para passar um serão muito divertido.
Aqui daremos conta de como correu, após o espectáculo...


sábado, 8 de janeiro de 2011

Grupo RiBombar Precisa de Gaitas de Foles...


"Novos Gaiteiros de Torres Vedras"
Campanha de Angariação de Fundos

NIB - 0035 0822 0006 2975 0308 2



No sentido de preservar a tradição da Gaita de Foles na Região Oeste, a EBI Pe. Vitor Melícias formou ao longo do último ano, seis novos gaiteiros. Estes alunos estão já incluidos no grupo e têm participado nas ínúmeras actuações, primeiro, apenas, com os ponteiros e, posteriormente, com gaitas de aprendizagem, alugadas para o efeito.
Apelamos a todos os que se preocupam com a preservação do património cultural, para a importância deste investimento nos jovens, trabalhando para que a tradição se mantenha e possa perdurar na nossa região.

...um simples uro não significa muito para cada um mas se todos contribuirmos multiplicaremos esse uro por muitos e atingiremos este nobre objectivo...

O Objectivo é conseguir 3500€ - Orçamento que temos para a construção de 5 Gaitas Galegas

Colabora connosco!... participa nesta campanha!...
Contribui através do
NIB - 0035 0822 0006 2975 0308 2


"ComCordas" Junta-se ao Grupo de Cantares no Terceiro dia de Janeiras

No Dia de Reis, ainda havia compromissos com as Janeiras.
Havia que completar as escolas do Agrupamento no 1º Ciclo da EBI e foi por aí que começámos o 3º dia desta autêntica maratona.
Mas tínhamos agendado para a hora do almoço a actuação no Arena Shopping, só que desta vez a equipa ia reforçada com o "ComCordas" Grupo de Cavaquinhos.
E assim foi. À hora marcada lá estavam os dois grupos no seu posto para cantar, cada um as suas Janeiras.
No piso zero, tivemos a companhia animadíssima dos três Reis Magos, que dançaram ao som da nossa música, como pode ser observado nas fotos que publicamos.
Em seguida subimos ao piso um e, na zona dos restaurantes, em locais diversos, lá cantámos novamente as nossas janeiras.
Ainda houve tempo para umas dentadas no Bolo Rei oferecido pela Administração do Shopping, bem como um golinho de espumante, para os adultos e de sumo para os mais jovens.
Mas esta pausa foi muito curta, uma vez que nos esperava um outro compromisso, no Centro Hospitalar de Torres Vedras.
Foi para lá que nos dirigimos apressados e lá terminámos este terceiro dia, cantando as nossas janeiras na sala de espera das Consultas Externas.
Para a posteridade ficam os registos fotográficos que aqui apresentamos.



No dia seguinte, dia 7, encerraríamos este ciclo na Câmara Municipal, onde nos esperavam o Sr. Presidente, Dr. Carlos Miguel e os Srs. Vereadores, Carlos Bernardes, Laura Rodrigues, Sérgio Galvão e Bruno Ferreira.
Depois de ambos o grupos terem cantado foi-nos servido o tradicional Bolo Rei.
Aqui ficam, também algumas fotos:



Para os interessados deixamos aqui as Letras das Janeiras de ambos os Grupos:





No Agrupamento de Escolas Pe. Vitor Melícias, Pelo 5º ano consecutivo, cumpriu-se a tradição das Janeiras...

Tal como vem acontecendo desde há cinco anos, o Clube da Música da EBI Pe. Vitor Melícias, juntou elementos dos dois grupos, Som da Malta e Ribombar e formou o Grupo de Cantares da EBI que durante a semana que agora termina, cantou as Janeiras em todas as Escolas e Jardins de Infância do Agrupamento, tendo ainda estendido a tradição, às Juntas de Freguesia de Ponte do Rol e S. Pedro e Santiago, à ASAS de Ponte do Rol, ao Hospital de Torres Vedras, ao Externato de Penafirme, ao Arena Shopping e à Câmara Municipal.
Mais uma vez, a colaboração da Junta de Freguesia de Ponte do Rol e da ASAS de Ponte do Rol foi essencial, na cedência das carrinhas que transportaram o Grupo. O nosso, muito obrigado!
Este ano, tendo em conta a necessidade da aquisição das Gaitas de Foles para os "Novos Gaiteiros de Torres Vedras", lançámos um desafio às escolas do Agrupamento: se cada aluno contribuisse com uma moeda, poderíamos, mais facilmente alcançar o nosso objectivo. Por outro lado, as Janeiras são uma tradição que apela à generosidade e à solidariedade, par determinadas causas. Esta foi a causa que escolhemos este ano.
A generosidade dos nossos alunos e dos respectivos pais rendeu cerca de 340€ que desde já agradecemos.
O objectivo ficou mais próximo, embora necessite de outras iniciativas, algumas delas já em curso, para ser alcançado.

No dia 4/1/2011, iniciámos esta aventura seguindo esta sequência: Junta de Freguesia de Ponte do Rol, JI de Ponte do Rol, a turma do 1º ano, no Salão Paroquial, as turmas do 2º e 3º anos, na EB1 de Ponte do Rol e turma do 4º ano na EB1 da Gondruzeira, JI de Ribeira de Pedrulhos, ASAS de Ponte do Rol, JI e EB1 de Fonte Grada, EB1 de Paúl, JI de Paúl, Junta de Freguesia de S. Pedro e Santiago e CAIC/JI da Boavista.
A fotógrafa de serviço, foi a Assistente Operacional, D. Emília, que também fez de motorista de uma das carrinhas e que foi um elemento importantíssimo na nossa logística. Os nossos agradecimentos também a ela.
Com as fotos recolhidas no 1º dia elaborámos um vídeo que ilustra como se viveu a tradição nos diversos locais por onde passámos.


No dia 5/1/2011, visitámos as seguintes escolas e JI's: Externato de Penafirmel, Sala do JI do Externato, JI e EB1 da Póvoa de Penafirme, EB1 da Maceira, EB1 de A-Dos-Cunhados, JI de A-Dos-Cunhados, EB1 de Sopbreiro Curvo, JI de Sobreiro Curvo, CAIC e EB1 das Palhagueiras, terminando na escola sede do Agrupamento a EBI Pe Vitor Melícias.
Com as fotos recolhidas neste dia elaborámos, também, um vídeo que ilustra como se viveu a tradição nos diversos locais por onde passámos.


Na EBI, a APVM Tv registou o momento e deixamos aqui o vídeo:


sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O Nosso Professor de Cavaquinho....

Como referi na altura, em "post" que aqui publiquei, no Jantar de Natal do Grupo "ComCordas", a Profª Maria do Espírito Santo após a leitura do Relatório de Actividades do Grupo, brindou-nos com um texto interessantíssimo, onde eu era o principal visado, que prometi publicar aqui posteriormente.
Pois... com a devida autorização da autora, publico hoje esse bonito texto. Trata-se de uma "Redacção", daquelas que tantos de nós fizeram na "Escola Primária" em que a autora, que tantas vezes teve que corrigir estas "Redacções" ao longo da sua vida de professora, se coloca na pele de uma criança de sete anos.

A Profª Maria do Espírito Santo, ao centro, no momento da leitura do texto, no final do jantar

Eis o texto:

O nosso professor de cavaquinho visto pelos olhos de uma criança de sete anos...

O nosso professor de cavaquinho chama-se Pinto Gonçalves. Eu acho muita graça ao nome de Pinto e às vezes dou comigo a pensar que se o pinto crescer temos de lhe chamar Galo.
O nosso professor é um bocadinho gordo e um bocadinho magro. Também é um bocadinho velho e um bocadinho novo. Se não tiver 30 anos, 20 tem de certeza.
O nosso professor sabe música mas eu não sei se ele sabe muito porque como eu sei pouco não posso saber se ele sabe muito.O que eu sei é que ele toca os instrumentos todos e até os leva para a aula para nós vermos. Desde a Gaita de beiços até à Gaita de Foles acho que já levou as gaitas todas. Só não me lembro de ver o Piano, mas... também não sei se o Piano é gaita!...
Quando o nosso professor está cansado de ensinar ele pára um bocadinho e conta uma anedota; às vezes até conta duas... ou três. Ai se os nossos encarregados de educação ouvissem! Mas não ouvem... e nós gostamos e rimos todos.
O nosso professor deve gostar muito da sua terra que se chama Loriga e fica na Serra da Estrela. Fala muito nela e até já prometeu que nos levava lá mas só se soubermos tocar muito bem. Ah! Então a mim não me leva, não.
O nosso professor tem um grupo de percussão que é a menina -dos-seus-olhos. Chama-se Ribombar. Eles Ribombam em todo o lado, de dia e de noite, nos Carnavais, nas Feiras, nas ruas... deve ser bué da fixe Ribombar! Quando eu for grande, se o meu pai me deixar, vou ser professora de Ribombar.
E "prontos", como não tenho mais nada a dizer, a não ser que me lembre mais daqui a bocadinho, vou acabar.
Eu gosto muito do meu professor e os outros meninos também.

Nota:
Com alunos destes, é um orgulho enorme ser professor!
São testemunhos e momentos como estes que nos gratificam e nos realizam!...
Muito obrigado à autora e a todos os elementos do grupo que muito me têm dado e com quem tenho partilhado momentos inesquecíveis de alegria e convívio, a provar que a verdadeira juventude está, de facto, no espírito com que se encara a vida.
Ocorreu um erro neste dispositivo