Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 5 de abril de 2010

O "Compasso" Tradição Pascal do Alto Minho

A Páscoa é, de facto, um dos períodos em que as tradições religiosas populares, mais se afirmam no nosso país.
Por estes dias, desloquei-me ao Minho, mais concretamente, a Touvedo (S. Lourenço) freguesia do concelho de Ponte da Barca.
A Tradição do "Compasso", embora cada vez com menos adeptos, continua bem viva, porque o povo faz questão de a manter assim. Mais vale poucos e bons... como diz o adágio.
Pois esse poucos, nesta freguesia, fazem questão de fazer tudo de acordo com a tradição e, na falta de padres que assegurem a Visita Pascal, há os seminaristas, que os substituem à frente do cerimonial.


Fotos do Ritual do "Compasso"

Não faltam, no entanto, a campainha que vai à frente do cortejo a anunciar a sua chegada, a caldeirinha da água benta, a Cruz, "aparelhada" de acordo com a tradição, a roda para colocar a cruz em descanso, quando disso houver necessidade, a cesta dos ovos e a saca da fruta. Hoje os ovos e a fruta já não têm o peso de outros tempos, mas o envelope com a contribuição monetária é, porventura, mais recheado que em tempos idos.
Uma das curiosidades é que, para além das casas particulares, que abrem a sua porta ao "Compasso", o povo se junta, em grande número, para beijar a cruz na sede da Junta de Freguesia.

video
O cortejo a caminho da Igreja entoando o "Clamor"- Vídeo 01

No final da visita, depois de ter dado a volta à freguesia, o cortejo dirige-se à igreja ao som do "clamor" - cântico entoado com as vozes típicas do Minho - onde o Sr. Padre, neste caso o substituto, dá a cruz a beijar aos acompanhantes do cortejo neste seu trajecto final.


video
O cortejo já na Igreja entoando, de novo, o "Clamor"- Vídeo 02

Outra das particularidades deste ritual é o som constante dos foguetes a ecoar pelos céus desta e das freguesias vizinhas, pois, para além da campainha, há quem goste de anunciar a chegada do cortejo a sua casa, com uns tantos foguetes comprados para a ocasião.

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo