Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

domingo, 24 de outubro de 2010

Seivane... A Gaita de Foles faz parte do dia a dia desta família Galega...



O Blogue "Cantigueiro", do Samuel, cantor bem conhecido da música de intervenção, do pós 25 de Abril, que sigo atentamente, publicou hoje um "post" que eu não resisto a republicar aqui, tendo em conta a importância que a família Seivane tem na preservação e divulgação da Gaita Galega.

Eis o "post" referido:

Susana Seivane - Um som que vem da História



Quando em 1939, apenas com 18 anos de idade, Xosé Manuel Seivane abriu a sua primeira oficina de construção de gaitas galegas, podia apenas sonhar com um futuro risonho para o seu “obradoiro”, onde começou a tornear na madeira o som ancestral da sua Galiza. Seguindo a melhor tradição destes tocadores de gaita galega que, quase sempre, eram também grandes executantes do instrumento, passou a “doença” aos seus filhos. Um deles, Álvaro Seivane, igualmente tocador e construtor, para além da eterna busca do instrumento perfeito, tratou de “inventar” o tocador perfeito para dar um som novo ao seu sonho.

Conseguida a concordância da senhora sua esposa partem ambos para a cuidadosa “construção” da sua obra mais amada e, em 1976, nasce a Susana. Susana Seivane. Desde criança a tocar como os espíritos da floresta deviam antes tocar. Junta a modernidade e a energia de músicos jovens influenciados por todos os sons do mundo, à sua rigorosa forma de interpretar o sentir galego mais profundo e rural, “enxebre”, como eles chamam a tudo o que é indelevelmente seu.

Aí a têm. Ouçam como ela toca... vejam como ela é. Tenho cá pra mim que a Susana Seivane era moçoila para pôr meia “Festa” a saltar... se um dia lá tocasse, sei lá... “A Carvalhesa”...

Bom domingo!

Ao vivo na "Noite Celta" – Susana Seivane
(Música tradicional galega)

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo