Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Os "TRIPAS" - Família de Músicos

O Adelino Pina, no seu Site - www.loriga.de - publicou um texto do meu primo António Luis de Brito, que eu não resisto a publicar, com alguns acrescentos, uma vez que se trata de um documento interessantíssimo, que para além de retratar a história de uma família de músicos, cruza-se com a própria história da Banda de Loriga.

A Ana "Tripa" era minha bisavó, mãe do meu avô paterno, Abilio Luis Amaro.

Seguramente nenhuma outra família deu tantos músicos à banda e, se dúvidas houvesse sobre a hereditariedade dos genes que influenciam as aptidões musicais inatas, esta família é o exemplo acabado de que geneticamente os seus membros têm esta predisposição natural para música.

Eis o texto:

Recortes da Historia do nosso Povo e a Banda de Loriga
- OS "TRIPAS" E A MÚSICA -
*

"Músico não governa vida", muito embora saibamos que não corresponde hoje à verdade, mas que está ainda bem arreigado na mente do nosso povo, isso é verdade. Não nos podemos transportar à Idade Média, mas que há ainda muito boa gente que pensa que os filhos devem ser médicos ou engenheiros, porque é bonito e engrossa as carteiras, mesmo que isso contrarie a natural vocação dos seus filhos.
Existe em certas famílias uma tendência quase natural pelo gosto da música. E se bem analisarmos a família dos
"Tripas" uma bem conhecida família loriguense, ela nutre desde a progenitora Ana "Tripa", esta paixão que já vai na 5ª geração, sem que dê sinais de abrandamento.
Vejamos então:-
Ana "Tripa", mulher rude e agricultora sem terra, cria 3 filhos que Deus lhe pôs nas mãos na penumbra da noite, dizia, todos da mesma fidelidade. Abílio, António e Glória. A paixão pela música era tamanha desta velha Ana, que quando da organização da Banda de Música de Loriga, deixava os filhos em casa, e era vê-la à porta do ensaio no Terreiro da Lição, no meio dos homens que curiosamente também ali estavam para o mesmo fim. Ficou célebre a frase gritada ao cimo das escadas da Rua da Oliveira: Ó Glória! Anda que já lá vem a música…
Ana e seus filhos faziam todos os anos a caminhada a pé com ida e volta às Romarias de N. S. Monte Alto, N. S. Preces, e Senhora do Desterro. Levavam o caminho cantando loas e todo um manancial de ribaldeiras pelos caminhos fora. A velha
Ana gabava-se de ter um dia cansado sete homens no bailarico em toda a noite no arraial da Senhora das Preces. Seu filho Abílio, foi um dos mais divertidos homens de Loriga, organizando as contradanças e bailes mandados no Terreiro do Fundo e do Cabeço, que ficaram célebres no tempo.
Todos os filhos de
Abílio Amaro foram músicos da Banda:- Carlos, António e Fernando. O Carlos era o mais divertido, o mais cantador, conseguia cantar horas a fio sem que lhe faltasse o reportório. Um facto curioso. Carlos Amaro, clarinetista da Banda, era um modelo que Ana "Tripa" queria ver nos seus netos. Quando Augusto Aparício, seu neto, filho da Glória, foi para a Banda aprender, foi-lhe entregue um cornetim amarelo. Ana "Tripa" não suportava aquele som. Um dia pega no velho cornetim, mete-o debaixo do xaile preto, chama a sua filha Glória e lá vão as duas ao ensaio da Banda. Peremptória - "Ó Senhor Mestre Carlos! Tome lá esta corneta, eu quero que o meu neto toque um pífaro preto igual ao meu outro neto...". Vontade feita. Costuma dizer-se na música que "Instrumentos e casamentos não se impingem a ninguém". Vejamos então:

Linha - Abílio Luís Amaro:

-Filho Carlos Luís Amaro (falecido) - clarinetista da Banda de Loriga

-Filho António Luís Amaro - saxofonista nas Bandas de Loriga e de Carragosela

-Filho Fernando Gonçalves (falecido) - saxofonista nas Bandas de Loriga e de Carragosela

-Neto Fernando Amaro - clarinetista da Banda de Loriga

-Neto Joaquim Ferreira - clarinetista da Banda de Loriga

Neto Fernando Ferreira - clarinetista da Banda de Loriga

-Neto Joaquim Gonçalves - Licenciado em Ed. Musical, professor de Educação Musical e musicólogo

-Neto Carlos José Ferreira (falecido) - Voz de ouro do Fado de Coimbra

-Neto José Gonçalves Mendes - Licenciado em Sociologia, Bandolinista e animador do Grupo Eira da Pedra

-Neto António Ferreira (falecido) - Vocalista em vários conjuntos loriguenses, com destaque para o "The Karts"

-Neto Ismael Gonçalves - Perrcussionista da Banda de Loriga e cantor em tertúlias musicais

-Neta Aurora Gonçalves - Cantora nas cerimónias dos Passos (Verónica)

-Neto António Duarte Amaro - Doutorado em Sociologia, exímio cantor de Fado de Coimbra e animador de Tertúlias

-Bisneto ( do Abílio e da Glória) Pedro Ferreira - Percussionista da Banda de Loriga

-Bisneta Rita Mendes - Guitarrista e cantora do Grupo Eira da Pedra

-Bisneta Margarida Amaral - Guitarrista e cantora em tertúlias e Karaokes

-Bisneta Cristina Romano - Cantora do Grupo Coral de Loriga e do Grupo de Cantares Amanhã

-Bisneto Sérgio Gonçalves - Cantor e ex membro dos Grupos de Cavaquinhos do Colégio Nuno Álvares e Trova Nossa.

-Bisneto Diogo Gonçalves - Percussionista e Gaiteiro do Grupo Ribombar



O Carlos, o António e o Fernando, filhos do Abílio


Linha - Glória Luís Amaro:


-Filho Augusto Pinto Aparício (falecido) - clarinetista da Banda de Loriga

-Neto António Aparício - clarinetista da Banda de Loriga

-Neta Amélia Aparício - salmista e cantora nos Grupos Corais da Igreja de Loriga

-Neto António Luis de Brito - professor de música, maestro de Coros e Bandas, maestro da Banda de Loriga e fundador do Conservatório de Música de Águeda

-Neto José Luis Amaro de Brito - guitarrista e bandolinista no Seminário e em conjuntos populares

-Bisneto Sérgio Brito - licenciado em piano pela Universidade de Aveiro, professor de piano nos Conservatórios de Música de Coimbra e Águeda e maestro de Coros

-Bisneto Hugo Brito - mestrado em violino pela ESMAE do Porto, professor de violino no Conservatório de Esposende, músico da orquestra dos musicais de Lá Féria

-Bisneto Rui Brito - licenciado em Gestão, possui o 7.º grau do Conservatório em Piano, e professor de música nas Escolas Básicas do 1.º Ciclo.

-Bisneto Rodrigo Brito - médico e músico nas áreas de piano, órgão e guitarra

-Bisneto Gonçalo Brito - fisioterapeuta e executante de guitarra nas Tunas Académicas

-Bisneto Carlos Brito Lucas - "DJ Chich" - Disc Jokey bem conhecido no Luxemburgo, com actuações nos EUA, Japão, Alemanha, França, Bélgica, Itália, Espanha, entre outros.

-Bisneto Afonso Aparício Leitão, estudante do Mestrado em Turismo e músico na área de piano.



O Augusto, filho da Glória

E se ainda não bastasse da mesma linhagem dos "Tripas", vem ainda o grande animador de Sacavém e arredores,
José Manuel Alves, ele também um "Tripa".
Conclui-se que, nenhuma família em Loriga tenha tido tantos membros nas fileiras da Banda de Música, e não fosse a maioria ter deixado a terra, procurando melhor sorte noutras paragens, certamente que o número seria ainda maior.
Registo ainda outras famílias:
Norbertos (5 músicos), Santinhos (6 músicos), Ferrões (5 músicos).

Saúdo ainda todos aqueles que deram o seu melhor contributo à Banda de Música de Loriga. Aqui fica o registo, e apenas isso.

*
António Luís de Brito

1 comentário:

Dulcicat and Co disse...

Sobre os Santinhos (6), ainda foi músico na banda o filho do meu tio Mário Mendes Pinto,o Miguel Filipe.
Dulce

Ocorreu um erro neste dispositivo