Blogue Iniciado em 31 Julho de 2008

Trova Nossa

Este Blog pretende ser um espaço de informação sobre várias matérias relacionadas com a Música e o Som de uma forma geral, mas irá ter uma preocupação muito especial com a nossa música tradicional, por um lado, e, por outro, com as Músicas do Mundo.
Estará, como é óbvio, à disposição de todos os que queiram colaborar nesta tarefa de divulgar a a nossa música e enriquecer, com o seu contributo, este espaço que se pretende de partilha.

Publicidade

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Crónicas de Férias.... Quarteira - Praia do Forte Novo... Algumas histórias...

Como já referi em anteriores Crónicas de Férias, a câmara fotográfica foi a minha companheira inseparável durante estas férias.
Assim, nos dias que passei em Quarteira no final de Julho, desfrutando das águas quentes das praias algarvias, a dita acompanhou-me, mesmo na praia, pronta para captar algo que me despertasse a curiosidade.
Foi assim que, numa altura em que fotografava um bloco de pedra, onde a água, ao bater, produzia uns efeitos interessantes, alguém, atrás de mim, perguntou:
- Então está fotografando a parede?
- Parede? Repito, interrogando.
Foi o suficiente para ficar a conhecer a história do Forte Novo, que, afinal, até havia dado o nome à praia em questão.
História curiosa de um edifício que foi um dos baluartes da extinta Guarda Fiscal e, do qual, apenas resta a tal parede que será brevemente engolida pelo mar ou desfeita pela erosão do mesmo.
Pois o tal Forte Novo, era um dos postos da Guarda Fiscal, para prevenir o contrabando que, naquelas paragens era muito usual, em tempos idos. Com a adopção de outros meios de controle costeiro, os postos perderam importância e começaram, aos poucos a ser abandonados. Esse abandono levou à sua degradação, mas o avanço do mar, também motivou o abandono precoce deste edifício que acabou por ruir há algumas décadas.
Nas fotos que se apresentam é bem visível uma das paredes, afinal o que resta do Forte Novo...
Outra das histórias curiosas desta curta estadia por terras algarvias, foi a da tempestade que surgiu no dia 28 de Julho, com uma forte chuvada, contradizendo aquilo que o meu amigo Leonel, algarvio de gema, sempre afirmou: - Em Julho nunca chove no Algarve.
Pois é... Mas desta vez choveu.
Reforçou então a sua afirmação dizendo: - A minha mãe tem oitenta e tal anos e nunca viu chover em Julho:
Mais um sinal de que as alterações climáticas estão a contrariar tudo o que estava mais ou menos estabelecido na sabedoria popular.
Já nem o mês de Julho é como os de outros tempos.... Mudastiiiii!!!!!....
As fotos apresentadas ilustram e dão um pouco mais de colorido a estas histórias curiosas.

1 comentário:

fafary disse...

Gostei! Também estive por aí...mas em Agosto.
Pois é...o nosso amigo Leonel tem que fazer uma actualização meteorológica !! Essa de nunca chover em Julho...já era... ahaha Chove em qualquer altura!
Bjs
--
FR

Ocorreu um erro neste dispositivo